skip to content

Pesquisadores da UFOP criam página com informações para profissionais da saúde

Twitter icon
Facebook icon
Google icon
NPG
Na página são disponibilizadas informações sobre o uso da cloroquina e da hidroxicloroquina no tratamento da Covid-19 voltadas para profissionais da área de saúde atuantes nos diversos setores (acadêmico, assistencial, hospitalar e industrial), tanto públicos quanto privados. A proposta conta com a participação de especialistas de diferentes áreas, incluindo docentes do Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas (CiPharma), da Escola de Farmácia, do Departamento de Computação e Sistemas (DECSI) e um colaborador da Universidade Federal do Vale do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM).
 
"O objetivo da iniciativa é divulgar informes técnico-científicos gerados a partir do estudo da literatura científica atualizada e contextualizada à luz dos conhecimentos biofarmacêuticos", explica a coordenadora do CiPharma, Jacqueline de Souza. 
 
A página já possui informações sobre medicamentos e vai continuar a ser abastecida. A ideia é que tenha informações atualizadas sobre características químicas, físico-químicas, farmacológicas e farmacocinéticas das substâncias, seu risco terapêutico, efeitos adversos, toxicidade, interações medicamentosas; e sobre medicamentos disponíveis no mercado e a descrição de seus excipientes, além de sua caracterização e classificação biofarmacêutica. 
 
CAUTELA - A cloroquina e a hidroxicloroquina apresentaram resultados positivos em algumas pesquisas e chegaram a ser indicadas pelo Ministério da Saúde como terapia adjuvante no tratamento de formas graves, em pacientes hospitalizados com coronavírus, sem que outras medidas de suporte sejam preteridas em seu favor. Entretanto, Jacqueline destaca que o uso do medicamento deve ser feito com cautela e acompanhamento médico. "Apesar dos  estudos realizados em células indicarem bons resultados e a hidroxicloroquina ter demonstrado ser menos  tóxica que a cloroquina, os riscos com o uso prolongado e as doses altas dessas substâncias podem levar a intoxicações graves. Assim, o uso de ambas as substâncias deve ser cercado de cuidados e precedido por ensaios clínicos". 
 
A docente destaca que parte dos informes técnicos já foi concluída e outras estão em fase final e, na medida em que novos estudos científicos forem disponibilizados, serão estudados, discutidos pela equipe e disponibilizados semanalmente no site, que pode ser acessado pelo endereço covid19.cipharma.ufop.br.

Veja também

22 Janeiro 2021

Buscar meios de ampliar as informações foi um dos temas da reunião remota do Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus, realizada...

Leia mais

19 Janeiro 2021

O evento "Covid-19, Duas Visões: Escola e Front", que acontece no sábado (23), a partir das 9h, está com inscrições...

Leia mais

15 Janeiro 2021

Em reunião remota realizada ontem (14), o Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus retomou as atividades com uma análise da crise...

Leia mais

4 Janeiro 2021

Um grupo formado por pesquisadores da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Fundação Oswaldo...

Leia mais