skip to content

UFOP licita projetos executivos para construção da Biblioteca Central e reforma do Centro de Convergência

Twitter icon
Facebook icon
Google icon
Divulgação

A UFOP entra em 2019 planejando duas importantes obras no Campus Morro do Cruzeiro. Para que elas sejam realizadas, estão sendo feitos os projetos executivos, passo obrigatório antes da execução de uma obra. O investimento nessa fase do trabalho foi de de R$ 784.224,00.

Os projetos básicos, etapa que antecede a licitação dos projetos executivos, foram realizados pelos arquitetos da Prefeitura do Campus (Precam). As imagens utilizadas nesta matéria são desses projetos.

Uma das obras é a construção da Biblioteca Central da UFOP. O prédio, de aproximadamente 8.700 m², vai ter salas de estudo individuais e para grupos, auditório, salas de vídeo e música e computadores para uso da comunidade acadêmica, além do espaço para armazenamento dos livros. Estão previstos ainda ambientes multiuso e de convivência, tudo com acessibilidade, espaço para ampla circulação e três elevadores. O investimento na elaboração do projeto executivo é de R$ 456.672,15.

Hoje a Universidade conta com 12 bibliotecas em seus três campi, além da digital e do Carro Biblioteca. A Biblioteca Central reunirá as oito que estão no Campus Morro do Cruzeiro e a do Instituto de Filosofia, Artes e Cultura (Ifac), que fica no centro de Ouro Preto. Com a expansão da Universidade nos últimos anos, houve crescimento do acervo, dos equipamentos e dos usuários, mas os espaços físicos continuaram praticamente os mesmos.

"A Biblioteca Central vai resolver o problema de espaço físico, já que vai acomodar e permitir o crescimento do acervo, além de possibilitar um melhor acolhimento a pessoas com necessidades especiais", afirma a diretora do Sistema de Bibliotecas e Informações (Sisbin), Gracilene Maria de Carvalho.

Ela ainda destaca as possibilidades que podem vir com a biblioteca: "A mudança facilitará a higienização e restauração do acervo, pois teremos em suas instalações um laboratório e um profissional específico para esse fim. Com o novo espaço, o Sisbin também poderá oferecer novos serviços, como treinamentos em diferentes fontes de informação, normatização de trabalhos acadêmicos, entre outros. Isso somente será possível porque teremos os profissionais bibliotecários disponíveis para atender, quase que com exclusividade, a demanda de informação do usuário da forma que é recomendada na área da biblioteconomia".

Para a elaboração do projeto, foram estudadas conceituadas bibliotecas de outros países e do Brasil, como a Sendai Mediatheque, no Japão, projetada pelo Arquiteto Toyo Ito; a Bibliotheca Alexandrina, no Egito, projeto do escritório Snøhetta Architecture; e a Biblioteca Brasiliana da Universidade de São Paulo (USP), projetada pelos Arquitetos brasileiros Eduardo de Almeida e Rodrigo Mindlin Loeb.

Já o pró-reitor de Planejamento e Desenvolvimento, Eleonardo Pereira, destaca a economia que o projeto traz: "Ressalta-se que, além de viabilizar o acesso de todos aos diversos livros e periódicos, a centralização viabilizará a redução de custos com a operação e a gestão".

ufop-centro_convergencia-revitalizacao_completa-ep-arq-img02.jpg

Divulgação
O Centro de Convergência passará por reforma para revitalização.
ADMINISTRAÇÃO – As pró-reitorias de Assuntos Comunitários e Estudantis (Prace), Graduação (Prograd) e de Administração (Proad) já funcionam há alguns anos no Centro de Convergência. Entre 2017 e 2018, outras duas foram alocadas no mesmo espaço: a de Pesquisa e Pós-Graduação (Propp) e a de Planejamento e Desenvolvimento (Proplad). Em 2019, é a vez do Núcleo de Tecnologia da Informação (NTI) passar a funcionar no prédio. Agora, a ideia é fazer uma revitalização completa do edifício.

O projeto executivo, que representou um investimento de R$ 288.198,20, prevê espaços em um novo conceito, com ambientes mais amplos, sem divisões em pequenas salas, com mobiliário novo e modular. Assim, há possibilidade de flexibilidade de arranjo futuro, já que é uma planta livre (sem paredes), com a separação de espaços feita por meio de divisórias.

Estão previstos também a pintura, a troca de portas e acabamentos, adequações de acessibilidade, inclusive com instalação de elevadores, e projeto completo de prevenção e combate a incêndios. 

Com essa obra, o Centro de Convergência começa a se preparar para se tornar o centro administrativo da UFOP. Além dos setores que já funcionam no prédio, o novo Centro de Convergência abrigará a Pró-Reitoria de Extensão (Proex), a Reitoria, a Procuradoria Jurídica, entre outros setores administrativos. O projeto já prevê, por exemplo, salas de reunião e copas coletivas.

Eleonardo acredita que os processos administrativos da Universidade se tornarão mais eficientes com essa mudança. "A grande vantagem de ter a administração em um lugar só dentro do campus está na celeridade dos processos e na tomada de decisões. Muitas vezes, enfrentamos barreiras associadas à distância dos diversos setores e da Reitoria, interferindo também na organização e na execução das tarefas do cotidiano", comenta o pró-reitor.

Os dois projetos já foram licitados e as empresas têm seis meses para a elaboração. Com os projetos concluídos, e com a definição do custo real de execução, caberá à administração buscar recursos para licitar as obras e, então, dar início à construção da Biblioteca Central e à reforma do Centro de Convergência.

Veja também

18 Janeiro 2016

O novo software Pergamum tem previsão para ser implantado a partir da próxima segunda (25/01). Segundo a coordenadora técnica do...

Leia mais

1 Fevereiro 2016

Já foram definidas as datas das reuniões do Conselhos Universitário (CUNI) e de Ensino, Pesquisa e Extensão (CEPE), que serão...

Leia mais

1 Fevereiro 2016

Em conjunto com as secretarias municipais de saúde de Ouro Preto e Mariana, a UFOP realizou na manhã de segunda...

Leia mais

12 Fevereiro 2016

A manhã desta sexta-feira (12) começou com visitas que proporcionaram uma troca de saberes entre a Universidade Federal dos Vales...

Leia mais