skip to content

Atenção: Casos de Covid-19 na comunidade universitária devem ser notificados

Twitter icon
Facebook icon
Google icon
 
Depois de quase dois anos de atividades remotas, a UFOP tem buscado as melhores condições para o retorno de 100% das atividades presenciais. Para isso, é necessário garantir a segurança da comunidade ufopiana e também dos moradores das cidades onde a Universidade está presente.
 
Dessa forma, o telemonitoramento da comunidade acadêmica é uma das ações essenciais para a execução do plano de Retomada Segura da UFOP. A ação teve início na terça (15/3). A proposta visa ter informações de toda a comunidade sobre casos suspeitos e confirmados de covid-19.
 
A ação é implementada por meio de ligações telefônicas realizadas pela equipe do projeto. Fazem parte do grupo docentes, bolsistas e voluntários dos cursos da área da saúde (Medicina, Farmácia e Nutrição), além do docente da área de tecnologia da informação do Instituto Federal de Minas Gerais (IFMG) Lucas Emiliano de Souza.
 
De acordo com o professor do Departamento de Farmácia da UFOP e responsável pelo rastreamento de casos confirmados e suspeitos, Wander Jeremias, a iniciativa integra uma série de ações da Universidade para promover um retorno seguro e consciente. Para ele, o telemonitoramento se mostra uma ferramenta de grande utilidade para conter a transmissão do vírus: "O objetivo é acompanhar os casos suspeitos e monitorar os membros da comunidade que testaram positivo para a doença".
 
Ainda segundo Wander, "considerando o ciclo de duas semanas da doença, a pessoa infectada ou com suspeita será contatada em dias alternados e responderá perguntas que nos informem sobre seu estado geral de saúde, com quem teve contato e sobre hábitos que possam significar um risco de transmissão da doença". Assim, são solicitadas informações para a confirmação de identidade (RG, CPF, endereço, ocupação), além de informações sobre o quadro de saúde (sintomas), sobre os lugares frequentados e sobre quem teve contato com a pessoa infectada ou com suspeita.
 
O telemonitoramento também vai orientar as pessoas que testarem positivo, de acordo com seu estado geral de saúde. "As orientações são para reforçar a importância dos cuidados individuais, como também para repassar as medidas de segurança coletiva e orientar o infectado a procurar serviços especializados de saúde, caso necessário".
 
A Diretoria de Tecnologia de Informação (DTI) da UFOP tem um papel crucial na ação. É disponibilizada uma ferramenta de notificação no portal minha UFOP para que a comunidade possa comunicar o estado de saúde e, assim, receber recomendações mais ajustadas às  necessidades.
 
A equipe responsável disponibiliza canais exclusivos de contato. Entretanto, os interessados em esclarecer quaisquer dúvidas sobre o telemonitoramento podem entrar em contato pelo e-mail ufop.acao@ufop.edu.br.
 
Veja no Boletim da TV UFOP como funciona esse monitoramento:
 
 
 
Confira também, o vídeo em que o professor Wander explica e traz mais informações sobre a iniciativa.

Veja também

1 Julho 2022

Foi publicada no Boletim Administrativo desta sexta-feira (1º) uma portaria que estabelece as normas para as ações de comunicação realizadas...

Leia mais

30 Junho 2022

Órgãos ligados ao Governo Federal, inclusive as Instituições Federais de Ensino Superior (Ifes), devem ficar atentos ao que publicam em...

Leia mais

30 Junho 2022

A Resolução Cuni nº 2548 , de 7 de junho de 2022, referente à 355ª Reunião Ordinária do Conselho Universitário...

Leia mais

29 Junho 2022

A cerimônia que formalizou a assinatura dos convênios entre a UFOP e o Governo de Minas Gerais aconteceu na terça-feira...

Leia mais