Ir para o conteúdo

Mais da metade dos ingressantes 23.2 é preta ou parda, do sexo feminino e com ensino médio em escola pública

Twitter icon
Facebook icon
Google icon
Letícia Conde
Para a elaboração deste perfil dos ingressantes dos cursos presenciais de graduação, a Coordenadoria de Processos Seletivos, da Pró-Reitoria de Graduação (Prograd), considerou as matrículas ativas em 30 de outubro deste ano, após a conclusão dos procedimentos de validação do ingresso pelas cotas e as movimentações individuais de desligamento. 
 
Entre os ingressantes deste semestre, os dados apontam que 52,49% são pretos e pardos; 52,9% são do sexo feminino; 72,44% concluíram o ensino médio integralmente em escola pública; e 40% dos que se matricularam são das cidades onde a UFOP tem campus (Ouro Preto, Mariana e João Monlevade). Se forem consideradas as cidades próximas às unidades acadêmicas da UFOP, o percentual é superior a 50%. Além disso, 85,20% dos novos estudantes são de Minas Gerais. 
 
Ao término das chamadas previstas no processo seletivo SiSU 2023/2, a Universidade realizou processo seletivo emergencial com chamada única para preenchimento das vagas remanescentes dos cursos, possibilitando a inscrição de candidatos que tivessem realizado as provas de qualquer das edições do Enem aplicadas desde o ano de 2009. Essa inovação ampliou o acesso dos públicos que não puderam se inscrever no SiSU 2023 por não terem feito as provas do Enem no ano anterior. No total, foram preenchidas 1.223 matrículas.
 
Os números mostram ainda que 76,04% dos ingressantes são jovens entre 18 e 24 anos e 51 calouros (4,17%) têm acima de 40 anos. 
 
O pró-reitor de Graduação, Adilson Pereira dos Santos, destaca que os números apresentados mostram que a UFOP vem se tornando, com o passar do tempo, cada vez mais inclusiva no acesso aos seus cursos. "Os percentuais de negros (pretos e pardos), de pessoas de baixa renda e de procedentes de escolas públicas revelam isso. É muito importante observar este fenômeno. O acesso vem sendo assegurado a segmentos sociais antes pouco representados nas IES e na UFOP", frisa, acrescentando que "ao mesmo tempo em que comemoramos, amplia-se a nossa responsabilidade enquanto instituição pública no sentido de garantir a essas pessoas também as condições materiais e simbólicas necessárias à permanência e êxito".
 
Veja o perfil completo dos ingressantes abaixo.
 
Perfil dos ingressantes
 
Idade:
 
Com 17 anos - 2 (0,16%) 
De 18 a 24 anos - 930 (76,04%)
De 25 a 40 anos - 240 (19,62%)
Acima de 40 anos - 51 (4,17%)
 
Gênero:
 
Sexo feminino (todos os campi) - 647 (52,90%)
Sexo masculino (todos os campi) - 576 (47,10%)
 
Declaração de cor de Pele:
 
Amarela - 7 (0,57%)
Branca - 572 (46,77%)
Indígena - 2 (0,16%)
Parda - 471 (38,51%)
Preta - 171 (13,98%)
 
Onde cursou o ensino médio:
 
Integralmente em escola pública – 886 (72,44%)
Parcialmente em escola pública ou privada – 337 (27,56%)
 
Origem:
 
Estado de Minas Gerais - 85,20%
Cidades onde a UFOP tem campus (Ouro Preto, Mariana e João Monlevade) - 40%
Cidades próximas aos campi da UFOP - percentual superior a 50%.
 
Deficiência:
 
Ocupantes das vagas reservadas para pessoas com deficiência - 5
Pessoas declaradas com deficiência, independentemente da modalidade de ingresso - 13
 
LEI DE COTAS: Na última segunda (13), o presidente Lula sancionou a Lei nº 5.384/2020, que reformula e amplia o sistema de cotas no ensino federal. 

 

Veja também

20 Fevereiro 2024

A Pró-Reitoria de Finanças (Prof) informa que os usuários do Sistema de Controle de Bolsistas (SCB) que atuam nas secretarias...

Leia mais

7 Fevereiro 2024

Estudantes dos cursos de Jornalismo, Filosofia e Serviço Social estão produzindo o podcast "Observatório do Trabalho". A atividade faz parte...

Leia mais

20 Dezembro 2023

A Pró-Reitoria de Graduação (Prograd) divulga os editais de seleção de projetos de Tutoria e Pró-Ativa a serem desenvolvidos no...

Leia mais

18 Dezembro 2023

A Pró-Reitoria de Finanças (Prof) vai implantar novas funcionalidades no Sistema de Controle de Bolsistas (SBC) a partir de janeiro...

Leia mais