skip to content

I Simpósio de Estágio Obrigatório em Comunicação Social discute comunicação e mercado

Twitter icon
Facebook icon
Google icon
Mylena Gonçalves

O debate inicial aconteceu na tarde desta quarta-feira (30), no auditório do Instituto de Ciências Sociais (Icsa), e contou com a presença da coordenadora do Estágio em Comunicação Social, Lara Linhares, e da comissão de estágio formada pelos professores do curso de Jornalismo Hila Rodrigues e André Quiroga.

A comissão fez uma contextualização do estágio obrigatório, abordou os critérios de escolha dos locais de estágio e tirou dúvidas dos alunos sobre remuneração, transporte, entre outros assuntos. Além disso, a disciplina Oficina de Estágio foi apresentada aos alunos.

A comissão de estágio foi criada para estudar o mercado de trabalho da região dos Inconfidentes e mapear potenciais locais de trabalho para os estudantes. Entretanto, a comissão lembrou que a procura pela vaga de estágio também é obrigação do aluno.

Os professores levantaram dados e compararam, com base no semestre 19.1, as principais áreas de atuação dos estudantes nos campos de estágio. De acordo com o gráfico apresentado, as áreas que mais atraem os estagiários são: Redes Sociais, Jornalismo Digital, Assessoria de Imprensa, Produção Audiovisual e Comunicação Institucional.


CENÁRIO REGIONAL - Em relação ao período anterior, constatou-se um equilíbrio no número de estagiários que atuam em Mariana e Ouro Preto, cidades onde a UFOP possui campi. Houve um acréscimo também no setores de atuação. Neste semestre, predomina o setor privado.

Em relação à remuneração, aumentou a quantidade de empregadores que oferecem auxilio financeiro. Segundo a coordenadora de estágio, esse é um dos principais fatores que classificam a vaga como qualificada.

Lara conta que a expectativa não era das melhores quando o estágio estava em processo de implementação na região. "Imaginávamos encontrar um cenário muito escasso em relação a oferta de vagas para os estagiários. Por outro lado, vimos que havia sim um mercado de trabalho com muito potencial no que diz respeito ao recebimento desses estudantes. Então, conseguimos mapear uma quantidade de vagas suficientes para atender aos nossos alunos. A receptividade foi tão promissora que ainda sobraram vagas", analisa.

A coordenadora ressaltou ainda a importância do estágio obrigatório na formação profissional do estudante: "O estágio possibilita a abertura de campos de trabalho para os alunos depois de formados. O ideal é que a gente insira nossos estudantes nesse mercado de trabalho local e regional para que, em um segundo momento, eles possam ser contratados e efetivados".

O I Simpósio de Estágio Obrigatório em Comunicação Social acontece até a noite desta quinta-feira (31). Confira a programação.

Veja também

4 Março 2020

São três as áreas de concentração: Jornalismo; Criação e Conteúdo; e Técnico. As atividades do edital estão previstas para todo...

Leia mais

4 Março 2020

O Programa de Educação Tutorial (Pet) Conexão de Saberes organizou uma mesa com coordenadores e chefes de departamento dos cursos...

Leia mais

28 Fevereiro 2020

As inscrições de projetos serão encerradas em 8 de março. Para se inscrever, técnicos administrativos e professores efetivos deverão submeter...

Leia mais

13 Fevereiro 2020

O curso de formação complementar Problems in Philosophy and Sociology of Educacion (Problemas na Filosofia e na Sociologia da Educação)...

Leia mais