skip to content

Alunos de Arte Cênicas viajam a Portugal para realização de residência artística

Twitter icon
Facebook icon
Google icon
Divulgação

Os alunos Almiro Ébani, Fredd Amorim, Giovany de Oliveira e Tuty Mantelato integram grupo de pesquisa aprovado no edital de intercâmbio 1/2015 da Secretaria de Fomento e incentivo à Cultura do Ministério da Cultura para a realização de uma residência artística junto ao Grupo de Teatro do Oprimido de Lisboa – GTOLX (Lisboa – Portugal). 


No início desse mês, os estudantes iniciaram a pesquisa em Lisboa, que se estende até o dia 27 de maio, pensando as práticas e conceitos apresentados pelo brasileiro Augusto Boal em seu Teatro do Oprimido aliados às discussões em diversidade de gênero e contam com o suporte e orientação do grupo lusitano. O projeto ainda prevê a realização do I Seminário Queer de Ouro Preto ainda ao final desse semestre.

De acordo com os integrantes, o intercâmbio será de grande valia para a formação acadêmica de cada um, pois poderão se aprofundar no objeto de estudo em um campo fora do Universidade e do país de origem. “Enquanto estudantes e profissionais na área das Artes Cênicas – principalmente no que se diz respeito ao teatro –, o intercâmbio proporcionará ao grupo o aprofundamento do tema Gênero e Sexualidade que está em desenvolvimento há algum tempo. Desta forma, a graduação será complementada e o ofício aperfeiçoado”, destacam. 

Projeto de pesquisa:

O projeto “Arte e Sociedade: O Teatro do Oprimido como ferramenta artístico-social na formação de sujeitos” é uma pesquisa artístico-cultural apresentada – e aprovada - à Secretaria de Fomento e Incentivo à Cultura (SEFIC) que se propõe a discutir as relações entre gêneros, sexualidades, identidades de gênero e as implicações que essas noções práticas e posições identitárias exercem nos contextos artísticos, políticos e sociais à luz de pesquisadoras deste tema como, por exemplo, Judith Butler, Beatriz Preciado e Guacira Lopes Louro. 

Através dos métodos utilizados por Boal é possível transpor os anseios sociais e as transformações políticas para a cena teatral – ou ações performáticas – onde o sujeito cidadão/ator protagoniza a problemática de forma a potencializar seus discursos e experiências. 
Partindo desses pressupostos, o grupo se propôs a investigar o trabalho do Grupo de Teatro do Oprimido de Lisboa (GTOLX) que, por sua vez, desenvolve práticas a fim de estimular a consciência do cidadão na construção da sociedade a partir de temáticas como, por exemplo, feminismo, racismo, e identidades de gênero.  
“Em outras palavras, a pesquisa pretende a investigação das diferentes metodologias artístico-sociais utilizados pelo GTOLX sob a referência do Teatro do Oprimido de Boal e suas vertentes, a fim de desenvolver a temática “Gênero e Sexualidade” e encontrar novas perspectivas de trabalho a partir de suas proposições e percepções para, desta forma, fortalecer e disseminar o papel sócio-político, além de artístico, deste teatro”, ressaltam. 

Seminário Queer 

O “I Seminário Queer – Diversidade de Gênero na Cena Contemporânea”. Será realizado a fim de compartilhar com a sociedade as vivências do intercâmbio; promover a disseminação de informações e discussões acerca do tema; e criar oportunidades para que todos tenham acesso a produções artísticas de forma gratuita. 
O evento contará com convidados relacionados às áreas do Teatro do Oprimido, Gênero e Sexualidade e Poéticas da Cena Contemporânea proporcionando trocas através de mesas redondas, oficinas, performances e espetáculos teatrais ao longo de dois dias. Está previsto para acontecer no final do mês de julho de 2016. Toda a programação será oferecida de forma gratuita ao público.

Veja também

18 Setembro 2018

O sétimo volume da revista, em sua primeira edição, disponível em português e inglês, traz o tema "O Registro e...

Leia mais

14 Setembro 2018

Com o objetivo de valorizar a força da oralidade na infância através de histórias, músicas, conversas sobre filmes e diálogos...

Leia mais

13 Setembro 2018

As submissões de resumos foram prorrogadas até 26 de setembro e devem ser realizadas pelo site . Os trabalhos escolhidos...

Leia mais

6 Setembro 2018

cartaz_-_volta_da_ufop.jpg NPG A corrida será no sábado (22), às 15h30. As inscrições devem ser feitas exclusivamente pelo site . Inserido...

Leia mais