skip to content

Calouros movimentam a UFOP em dia de matrícula

Twitter icon
Facebook icon
Google icon
Antônio Laia
Com: 
Mariana Reis

Estudantes de diversos estados do Brasil aprovados no Sistema de Seleção Unificada (SiSU) para estudar na UFOP passaram pelos campi de Ouro Preto, Mariana e João Monlevade para realizar a matrícula presencial. Era possível perceber a emoção dos familiares que os estavam acompanhando para ingressar na UFOP em 2018.1.

Rosa Freixo veio do Rio de Janeiro para acompanhar a filha, Dayannie Santos. O estado é responsável por 2,29% dos alunos selecionados para a matrícula. Dayannie, que era estudante do 5º período de Matemática na Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), pesquisou as cidades com um custo de vida mais baixo e que tinham boas universidades e, assim, ela encontrou Ouro Preto, onde continuará o curso.

Rosa explicou que apoia a filha em todas as loucuras e sonhos. “Ela [Dayannie] é muito responsável, sempre foi independente e sabe caminhar com as próprias pernas. Por isso estamos aqui para realizar a matrícula”. 

Já o estado de São Paulo é responsável por 7,92% dos alunos selecionados. Nazira Torres veio da capital do estado com seu neto, que passou em Química Industrial. Preocupada com a vinda dele para tão longe, Nazira diz que é um momento para ver a nota que eles, familiares, ganham pela educação dada ao jovem. "Se ele se der bem, é sinal que foi dada uma boa educação. Morar com tantas pessoas, em uma república, vai fazê-lo crescer, dar um passo por ele mesmo. E o que devemos fazer é apoiar.”

O coordenador de matrícula Adriano Alves de Azevedo destaca a importância de a UFOP receber estudantes de todo o país: "A Universidade tem que ter a diversidade, tem que ser plural, tem que ser para todos. A gente aqui acha muito bacana quando chega alguém lá do Norte para fazer a matrícula. É gratificante saber que a Universidade Federal De Ouro Preto é reconhecida no país inteiro".

matricula.jpg

Agliene Melquíades
As matrículas foram realizadas nos campi de Ouro Preto, Mariana e João Monlevade.


CALOUROS DA REGIÃO - Nesta edição do SiSU, o número de moradores de Ouro Preto, Mariana e João Monlevade selecionados na UFOP se destaca, sendo 22,92% dos ingressantes residentes nessas cidades. Esse número é ainda maior quando outras cidades próximas, como Ouro Branco, Itabirito e Conselheiro Lafaiete, são contabilizadas, subindo para 31,24%. Minas Gerais é o estado com mais estudantes ingressantes, seguido por São Paulo. 

Para a caloura de Serviço Social Carina Dias, moradora de Cachoeira do Campo, distrito de Ouro Preto, a UFOP garante acesso ao ensino superior gratuito: “Aqui na região a maioria das escolas são públicas e esse acesso à Universidade é extremamente importante, pois forma cidadãos na sua própria cidade”.

A equipe da UFOP continua realizando as matrículas dos candidatos aprovados nas quatro primeiras chamadas amanhã (28).

As convocações não param. A partir de 1º de março, os estudantes que ainda não foram chamados e querem uma vaga na UFOP devem manifestar interesse pela vaga. Para mais informações, acesse o edital.

Veja também

15 Janeiro 2016

O levantamento das notas de corte de ampla concorrência, divulgado esta semana, pelo Ministério da Educação, coloca o curso de...

Leia mais

15 Janeiro 2016

Após ser avaliada com nota 4 pelo Inep, ficando classificada em 22º posição entre as 231 instituições de ensino superior...

Leia mais

18 Janeiro 2016

Os estudantes inscritos no Sistema de Seleção Unificada (SiSU) – 1ª Edição de 2016 devem ficar atentos às datas de...

Leia mais

19 Janeiro 2016

Os estudantes selecionados na 1ª Chamada deverão realizar a matrícula, na UFOP, na sexta (22), segunda (25) ou terça (26),...

Leia mais