skip to content

Professor da UFOP participará de mesa-redonda em Simpósio da Ufla

Twitter icon
Facebook icon
Google icon
O professor Alexandre Reis, do Núcleo de Pesquisas em Ciências Biológicas (Nupeb/UFOP), é um dos convidados do IV Simpósio Brasileiro de Doenças Negligenciadas (IV SBDN), a ser realizado no período de 24 a 26 de maio de 2018, no Salão de Convenções da Universidade Federal de Lavras (UFLA).
 
No terceiro e último dia de palestras (26), às 10h20, o docente participará da mesa-redonda "Vacinas no contexto das doenças negligenciadas", juntamente com a pesquisadora Miriam Tendler, do Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz). O professor Alexandre explica que abordará no evento a vacina desenvolvida pelo grupo de pesquisa da UFOP para a leishmaniose visceral canina, que se manifesta nos humanos de forma semelhante. "Nós temos a expectativa de que nos próximos anos essa vacina esteja disponível para ser usada como medida de controle na proteção de cães e, também, nos casos humanos, para a leishmaniose visceral nas áreas endêmicas", acrescenta Alexandre.
 
Em sua quarta edição (confira a programação completa), a pauta do SBDN será a necessidade de restabelecer a ponte entre a academia e a sociedade. A professora Joziana Barçante, presidente do simpósio, ressalta: "A informação e o conhecimento não podem ficar retidos atrás dos muros das universidades públicas. Afinal, a sociedade mantém essas instituições para que possamos oferecer ensino de qualidade e desenvolver pesquisas capazes de contribuir para o desenvolvimento econômico e social do país". 
 
O evento é direcionado para toda a comunidade interessada. As inscrições variam de R$70,00 (setenta reais) a R$260,00 (duzentos e sessenta reais). Estudantes com vulnerabilidade econômica terão participação gratuita, veja as condições no link.
 
Além disso, até 2 de maio, trabalhos científicos (artigos e pôsteres) poderão ser inscritos para apresentação no simpósio, com possibilidade de premiação. Os trabalhos devem se enquadrar na área temática de doenças negligenciadas, ações de educação em saúde, relatos de caso ou temas transversais (doenças infecciosas e parasitárias, epidemiologia, bioestatística e afins). Acesse o site para mais informações.
 
O SBDN - O Simpósio Brasileiro de Doenças Negligenciadas (SBDN) surgiu em 2014 com a necessidade de se discutirem as leishmanioses, que figuram entre as doenças mais negligenciadas do mundo. O termo "doenças negligenciadas", entretanto, inclui uma série de morbidades infecciosas e parasitárias de importância em saúde pública (como hanseníase, tuberculose, raiva, helmintoses, doença de Chagas, arboviroses e outras). Apesar de serem responsáveis por quase metade da carga de doenças nos países em desenvolvimento e pela morte de um milhão de pessoas por ano em todo o mundo, as doenças negligenciadas não são consideradas prioridade nas agendas de pesquisa e desenvolvimento.

 

Veja também

18 Julho 2018

O Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) divulgou edital para o ITA Challenge. A competição visa difundir a cultura do empreendedorismo...

Leia mais

11 Julho 2018

As bolsas especiais do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), tradicionalmente ofertadas por meio de calendários quadrimestrais, agora...

Leia mais

5 Julho 2018

O Departamento de Direito (DEDIR) da UFOP prorroga até segunda-feira (09) as inscrições para concurso destinado à escolha de logomarca...

Leia mais

5 Julho 2018

O estágio, na área de Comunicação, é remunerado e está disponível em Passagem de Mariana. Os candidatos deve estar cursando...

Leia mais