skip to content

Aos fins de semana, Festival de Inverno leva arte e cultura para as ruas

Twitter icon
Facebook icon
Google icon
Com: 
Lígia Souza

35580104560_7c5e668f47_b.jpg

Larissa Pinto
O grupo Maracatrupe passou pelo corredor cultural no último domingo (16)

Com o objetivo de reunir os trabalhos de artistas locais e promover a aproximação entre a comunidade e a cultura da região, os corredores culturais trazem para o Festival de Inverno intervenções artísticas realizadas em pontos estratégicos de Ouro Preto e Mariana. Até o último dia do evento, serão realizadas várias atividades, entre espetáculos cênicos, shows, cortejos e danças.

Na tarde de sábado (15), o adro da Igreja de Nossa Senhora do Carmo, em Ouro Preto, foi palco para a Trupe do Festival, que, através da linguagem teatral, trouxe ao público a história do Festival de Inverno contada de maneira singular e divertida.

O Grupo Residência é responsável pela Trupe. Segundo o coordenador, Juliano Mendes, a peça nasceu do convite do Festival para "produzir espetáculos que falassem de temas principais do evento, como o Zé Pereira", diz. Assim, surgiu a ideia de "falar sobre os 50 anos do festival, da importância dessa data, porque 50 anos de um evento como esse no Brasil é de fato muito especial", completa Juliano.

DANÇA - Na mesma tarde, o Corredor Cultural recebeu a performance de Angélica Lacerda, que encantou ao público ao apresentar um espetáculo de dança do ventre, reverenciando o corpo como forma máxima de expressão. Angélica conta que a apresentação no Corredor foi de encontro à proposta da intervenção de "acolher todos os artistas locais" e revela também o valor do Festival como sendo "um evento enriquecedor, uma troca muito grande entre espectadores e artistas", afirma.

A professora aponta ainda o aprendizado de poder participar das invervenções: "a gente aprende muito, e para os moradores da cidade, ter acesso a atividades que talvez não sejam próximas a eles, é válido no sentido de torná-los pertencentes ao local, uma vez que eles veem tudo acontecer na rua, e se sentem convidados a assistir", diz.

35982048815_ae410b4f49_o.jpg

Fernanda Covalski
Nos corredores, artesãos encontram espaço para mostrar sua arte
A programação também deu espaço para que microempreendedores da região pudessem expor e comercializar suas mercadorias. Produtos como acessórios, bolos e geléias foram levados à feirinha montada em anexo ao local das apresentações. Nádia Oliveira, uma das expositoras na ocasião, elogia a iniciativa do evento de promover o trabalho local: "eu achei ótimo o Corredor, inclusive acho que deveria durar o ano inteiro, porque dá a oportunidade de mostrarmos os nossos produtos e de interagir com a comunidade, o que é maravilhoso", diz.

Além do Bairro Antônio Dias, em Ouro Preto, que recebe o corredor aos sábados, a Praça Gomes Freire e o centro Histórico de Ouro Preto são os pontos que se enchem de arte e cultura aos domingos.

O QUE VEM POR AÍ – Não é só nos fins de semana que o Festival acontece. Todos os dias há dança, música e teatro em Ouro Preto e Mariana.

galpao_-_guto_muniz.jpg

Guto Muniz
O Grupo Galpão traz para o Festival sua 23ª montagem
Um dos destaques da programação pode ser conferido nesta quinta (20). O Grupo Galpão vem à cidade com sua 23ª montagem, a peça “Nós”. No espetáculo, que debate questões atuais, como violência, intolerância e convivência com a diferença, tudo isso a partir de uma dimensão política, sete pessoas partilham angústias, algumas esperanças e muitos nós. Essa é a mais recente montagem do grupo, que completa 35 anos em 2017. 


Acompanhe tudo o que acontece no Festival e confira a programação completa: festivaldeinverno.ufop.br

Veja também

24 Agosto 2017

A " Carta Mariana e Ouro Preto de Políticas Culturais " aborda o planejamento cultural da região dos municípios por...

Leia mais

13 Julho 2017

Cultura e tradições populares são destaques na edição 2017 do Festival de Inverno. Os trabalhos de diversos artesãos e artistas...

Leia mais

12 Julho 2017

Neste ano, serão 71 oficinas distribuídas entre as três cidades. As duas cidades da região dos Inconfidentes, Mariana e Ouro...

Leia mais

10 Julho 2017

TUM TUM TUM. TUM TUM TUM TUM: ZÉ PEREIRA! A batida marcada do Zé Pereira e o Club dos Lacaios,...

Leia mais