skip to content

UFOP Convida aborda a música no Brasil Colônia

Twitter icon
Facebook icon
Google icon
Monique Torquetti

Música é linguagem. O que seria do cinema sem a música? Um dos elementos que ajudam a criar a sensibilidade, tem uma base histórica no Brasil Colônia, é o tema de estudos do professor Maurício Monteiro. Os temas "Música e vida cotidiana em Minas Gerais", "Música nas Cortes: o Rio de Janeiro" e "Música e Cinema" serão trabalhados nos três dias de minicurso no Departamento de Música (DEMUS).

O professor Monteiro afirma que a música era uma prática muito comum entre os mestiços, entre os séculos XVIII e XIX. O fazer da música se tornou uma prática do cotidiano dessas pessoas, que não eram nem escravos e nem senhores. Além de realizar o seu trabalho, os mestiços faziam da música uma atividade alternativa; quando eles não estavam trabalhando, eles estavam tocando.

Monteiro sempre esteve envolvido com a música. Nascido em Ouro Preto e formado em História pela UFOP, cantou em coral de igreja e fez um curso técnico de música no IAC, que hoje é o Instituto de Filosofia, Arte e Cultura (IFAC). A sua formação e sua vida cotidiana sempre foram voltadas para a música e essa foi a inspiração para pesquisar as músicas em Minas Gerais nos séculos XVIII e XIX.

Monteiro também estuda a formação da música brasileira, como o Samba e a Bossa Nova. Para o professor, o Kalundu, festas feitas pelo escravos africanos, com música, dança e cultos religiosos, as músicas de corte, que foram trazidas pela coroa portuguesa e os cantos religiosos juntaram seu som para formar o que hoje conhecemos como a música brasileira. Essa temática é o que norteia os três encontros propostos por Monteiro durante a sua visita à UFOP. 

Música e cinema
Com relação ao audiovisual, a música tem a função de tocar as pessoas, criar um clima, tensões e narrar um acontecimento. Estudioso também do audiovisual, o professor afirma que a relação entre a música e o cinema trata-se do poder de criar e produzir sensibilidade junto a uma cena. Uma cena nunca é 50% imagem e 50% som. Ela é 100% imagem e 100% som. O cinema não se separa da música, e ele não seria o mesmo sem a música.

O minicurso "Música e Cinema" é realizado hoje (21), às 19h, no DEMUS, no Campus Morro do Cruzeiro. 

Confira a programação completa.

03221_img_3887_2464819419383698718.jpg

Monique Torquetti
Hoje (21) é o último dia do minicurso.

Veja também

19 Janeiro 2016

Alunos de todos os cursos da UFOP em Mariana podem se candidatar a duas das vagas de voluntários, sendo um...

Leia mais

20 Janeiro 2016

As aulas de yoga do Centro Desportivo da UFOP (Cedufop) retornam na próxima terça (26), às 7h30. A participação é...

Leia mais

2 Fevereiro 2016

O debate será realizado nesta quarta-feira (03), às 17h30, no auditório do bloco de salas de aula. A discussão é...

Leia mais

12 Fevereiro 2016

A reunião acontece na próxima quarta (17), às 10h, no auditório da Escola de Nutrição, no Campus Morro do Cruzeiro,...

Leia mais