skip to content

A lei 10.639/2003 e a cultura afro-brasileira na Rádio UFOP

Twitter icon
Facebook icon
Google icon
Com: 
Vitor Maia
A lei nº 10.639 de 2003, que fez modificações na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB), coloca como obrigatório o ensino da História e da Cultura Africana e Afro-brasileira nos níveis de ensino fundamental e médio. Nesse contexto, o programa Rádio NEABI surge com a finalidade de produzir, por meio da Rádio UFOP Educativa 106.3 FM, programas que instiguem a reflexão acerca dessas culturas e que também sirvam de material de estudo tanto na Universidade Federal de Ouro Preto quanto nas escolas de educação básica. 

Apresentador do programa entre 2014 e 2015, o pedagogo e técnico-administrativo da UFOP Adilson dos Santos aponta que, em uma cidade em que 70% da população se declara negra, o debate étnico-racial ainda não é tratado como deveria dentro da instituição de ensino. 

Integrante do Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros e Indígenas (NEABI), da UFOP, o apresentador conta também que alguns alunos bolsistas estiveram envolvidos na criação de conteúdo. O técnico-administrativo da Assessoria de Comunicação Institucional da Universidade, o jornalista Chico Daher, apoiava na adequação à linguagem radiofônica. 
 

13472_imagem_adilson.jpg

Equipe NEABI
Adilson Santos e Márcia Valadares em gravação.
Outro técnico que contribuiu com a produção do programa é o radialista Danilo Nonato, da Fundação de Rádio e TV Ouro Preto (FEOP), que acompanhava a atuação e a formação das estudantes bolsistas Stella Diogo, Eliene dos Santos e Marisa Teixeira. Nonato colaborou ainda com as atividades relacionadas à produção do programa, tanto na sede da emissora quanto em locais externos, como as gravações feitas na Igreja Nossa Senhora do Rosário e na Igreja de Santa Efigênia, em Ouro Preto.

Stella Diogo, então bolsista, era uma das responsáveis pela pesquisa e reportagem do Rádio NEABI. Seu primeiro contato com o rádio foi por meio da UFOP Educativa, e ela afirma que essa relação inicial a deixou muito mais preparada para enfrentar o mercado de trabalho. Atualmente formada em Jornalismo, Stella ressalta que o programa foi precioso para realizar um elo entre a cultura africana, a rádio, a Universidade e a comunidade de Ouro Preto e região.

 
O programa conta com 30 edições, totalizando 1.800 minutos gravados até 2015. 
 
Confira os episódios da Rádio NEABI no site.


Ficha Técnica: Rádio NEABI 
Estreia: 2014 
Concepção de projeto e apresentação: Adilson Santos 
Reportagem: Eliene dos Santos, Marisa Teixeira e Stella Diogo 
Captação de áudio, edição e sonoplastia: Simei Gonderim, Danilo Nonato 
Locução de abertura e encerramento: Luanara Carvalho 
Direção de produção: Danilo Nonato 
Supervisão de radiojornalismo: Chico Daher 
Produção: Central de Comunicação Público-Educativa - Rádio UFOP 106.3 FM e Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros e Indígenas 
Realização: Universidade Federal de Ouro Preto.

 

Veja também

12 Junho 2018

A Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP) divulga edital para Organizações da Sociedade Civil (OSC) se candidatarem ao acordo de...

Leia mais

11 Junho 2018

A estreia nacional está marcada para esta quarta (13). Os dois episódios do interprograma "Pelo Campus", produzidos em parceria com...

Leia mais

23 Maio 2018

A Rádio UFOP Educativa reestreia o programa Rádio NEABI, debatendo o Dia da Libertação da África, comemorado em 25 de...

Leia mais

21 Maio 2018

A TV UFOP estreia o programa Sabor de Memória, nesta terça (22), às 19h20, no canal 31. O programa será...

Leia mais